terça-feira, 18 de maio de 2010

Presidente da Câmara Municipal de Guarapari - Vereador José Raimundo Dantas é acusado de coordenar esquema fraudulento de licitações

Dez mandados de prisão temporária e 18 de busca e apreensão. Esse foi o resultado de cinco meses de investigação de fraudes em licitações municipais descobertas pela “Operação Ramá”, realizada pelo Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio do Grupo Especial de Trabalho Investigativo (Geti), em parceria com a Polícia Militar (PMES). Os mandados foram cumpridos nesta terça-feira (18/05).

O MPES investigou um esquema fraudulento que contava com a participação da empresa KMD Construtora e Prestadora de Serviços Ltda – EPP e de servidores públicos infiltrados nas Comissões Permanentes de Licitações (CPLs) das Prefeituras. O objetivo era manipular os procedimentos. Segundo o órgão, o grupo criminoso atuava nos municípios de Guarapari, Ecoporanga e Boa Esperança.

O Geti afirma ainda que o coordenador do esquema seria o presidente da Câmara de Guarapari, José Raimundo Dantas. O vereador encontra-se foragido. Em Ecoporanga, duas pessoas foram presas: o presidente da comissão de licitação da prefeitura e um representante da empresa responsável pela limpeza pública municipal. Eles foram encaminhados para Vitória, onde já começaram a ser tomados os depoimentos.

Um comentário:

  1. Há um site que tem tudo sobre Câmaras e Vereadores. Eu me cadastrei e recebo todos os dias notícias. O site é:
    www.vereadores.net vale conferir.

    ResponderExcluir